domingo, 9 de outubro de 2011

Senhor do Festim...

Senhor do festim…

A Tua forma de falar é enérgica e forte, faz tremer os corações e as Tuas advertências soam em tom de ameaça. As imagens são cheias de sentido e fazem-nos pensar seriamente com o coração, levando-nos a abrir o olhar, analisando a proximidade e a relação contigo.
A Palavra é Tua, a metáfora é também Tua, a estória é elucidativa, e no meio de tanto vocabulário Tu apresentas o Reino dos Céus. São muitas as acções e respostas, e tudo é intercalado com Reis, com servos, com convidados, com festa, banquete e boda…
A Tua mensagem incute força e a sua interpretação leva-nos a tomar decisões, pois, Tu, esperas-nos nesse banquete para o qual precisamos de uma veste capaz de nos revestir interiormente de forma a não sermos enviados embora.
O futuro conquista-se, a vida concretiza-se plenamente quando dizemos sim ao Teu querer, ao Teu convite, à tua provação e provocação. Preciso de fazer da vida uma contínua resposta ao Teu amoroso e gratuito chamamento.
Destinas-nos a Tua comunhão gozosa e festiva, íntima e terna. É verdade, alguns são os chamados, poucos os escolhidos… è verdade, que precisamos de cultivar a semente da Palavra no mais fundo do nosso coração. Precisamos de uma veste nupcial para a eternidade.

Não haverá mais véu de luto, Tu, o Senhor do rosto novo, da luz fulgurante.  Tu, o Senhor em quem confiamos. Tu, o Pastor que nos guia, Tu, o descanso para os nossos cansaços sem regra e desgovernados. Tu, a fortaleza e o ânimo que me traz conforto e segurança, Tu que compensas as minhas necessidades, Tu que me olhas de cima abaixo lançando um convite para o banquete eterno, onde num sim estremecido e profundo refaço a minha aliança contigo o Senhor do festim.

Senhor, do Reino, no festim da vida, surpreende-me com o Teu envio, com a Tua ordem, com o Teu mandato. Sê o prado onde me sacio, a água cristalina que me dá vigor. Sentada à mesa do teu banquete, desejo permanecer presente e continuar a ser do número das escolhidas para festejar e alcançar com a vitória o Teu Reino de Bondade, de Paz, de Justiça e de Amor…

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.