quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Senhor da transformação...

Senhor da transformação

Prosseguem as Tuas ameaças contra os doutores da Lei. As interjeições continuam carregadas de recriminação e vêm dizer-nos que desta forma não vamos a lado nenhum, mas só em Ti podemos compreender as motivações profundas que Te movem para Te expressares desta forma. Os Teus “ai de vós!” levam-te a tecer considerações graves acerca da conduta errada dos seres humanos.

Há um convite forte a vivermos a escuta da Palavra e ao cumprimento pleno da mesma. Para Ti, Senhor da transformação, vale não a ciência, mas a compreensão dos sinais dos tempos, tempos de escatologia, tempo de visita permanente de Deus nas pessoas e na missão.

Arranca as máscaras da respeitabilidade que tantas vezes exigimos. Afasta de nós o farisaísmo que nos destrói. Os remédios humanos são por vezes enganosos, mas os Teus, cortam o mal pela raiz. Tu, és o nosso projecto e proposta de verdade, de justiça e de amor. Tu despertas a humanidade adormecida, indicando caminhos novos e metas de renovação.
Liberta-nos do tradicionalismo cómodo. Que a missão que nos confias seja provocadora dos Teus sinais de amor. Concede-nos a força para cumprir e proclamar a Palavra Redentora.
Que a Tua voz ressoe em toda a terra e que só em Ti encontre a gratificação e a segurança para a dureza da nossa vida.

É licito pensar que a realidade do reencontro contigo, nos transforme. O coração pouco justo fica privado da Tua graça e só ela nos impulsiona interiormente.
Tu nos amas incondicionalmente e continuas a arriscar a vida por nós.
Como é deslumbrante o Teu amor! Como é suave e doce o Teu Espírito! Que a Tua luz nos ilumine, que o nosso coração se transforme, que as reviravoltas aconteçam e dêem sentido novo às trepidações e incertezas que atrapalham a vontade de prosseguir este caminho novo que nos indicas a cada instante.

Que do mais fundo do coração surja o incentivo da Evangelização, que o Teu Reino faça as nossas delícias e na união de esforços e vontades tudo se concretize na sempre nova e radiosa aurora.




Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.