domingo, 2 de outubro de 2011

Senhor da Vinha...

Senhor da vinha
São muitas, as comparações que fazes nos Teus ensinamentos. A Tua vinha por momentos torna-se ingrata e incapaz de produzir os frutos esperados. Mas como dono da vinha, não a acusas de não produzir, mas chamas à ordem os agricultores, os responsáveis pela produção.
Cada grão de uva dá o seu lucro, concorre para um festim realizado com os dons da caridade escondida, mas que sopra do coração que vive preocupado com a vida do seu próximo. A minha preocupação deve ser de vida e não de ganância. Faço parte dessa vinha de quem Tu és dono. Acolho com amor e compreensão a vida do irmão que sofre, porque alguém vive disposto a destruir valores e a cultivar a injustiça e a opressão numa exploração contínua.

Ao repassar os olhos pela Tua Palavra descubro que Tu vens para a colheita e depois acabas por ser jogado fora. Fora porque não há corações acolhedores da Tua salvação. Tu vens para reclamar os frutos da justiça e vens proclamar um ano de graça do Senhor. És jogado fora das muralhas de Jerusalém, sobes ao monte Calvário, és rejeitado…
Senhor da vinha, a dureza do meu coração também te afasta da minha vida, sou também do número dos  que Te mandam embora, dos descuidados, dos indiferentes.  Fazer parte da Tua vinha significa estar à escuta, viver em constante abertura à Tua Palavra, nunca rejeitar a Tua exortação, aproveitar sempre as oportunidades que me dás para me enriquecer na Fé.

Que fique bem claro na minha vida que fazer parte da Tua vinha não é um privilégio, mas uma missão que requer compromisso para produzir frutos de justiça, de paz e de amor. Que eu saiba cantar um canto novo de amor ao meu amigo que é dono da vinha onde sirvo com alegria. Que eu produza uvas e não agraços, que não seja por Ti devastada, mas sim podada e tratada para a seu tempo dar fruto abundante.
Que fique embriagada com o mosto do Teu amor, que a oração não me deixe anestesiada, nem eufórica. Que na Tua vinha seja transmissora de uma paz surpreendente e interior, que não fique inquieta com coisa alguma, mas tudo saiba colocar nas Tuas mãos e que a minha prece seja de contínua acção de graças. Procure na minha vida tudo o que é virtude e digno do Teu louvor.

Escolhe-me em cada dia para ir e dar fruto abundante, que me deixe cuidar por Ti, que a minha resposta seja de acordo com o que me pedes em cada convite ao serviço na Tua vinha. Que as oportunidades que me dás para viver um amor maior, seja vivido com paixão com dedicação com sentido pleno de pertença ao grande Administrador da Vinha que é a casa de Israel.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.