terça-feira, 16 de agosto de 2011

Por causa de Jesus


Mt 19,23-30
Então Jesus disse aos discípulos: "Em verdade vos digo, dificilmente um rico entrará no Reino dos Céus. E digo ainda: é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha, do que um rico entrar no Reino de Deus". Ouvindo isso, os discípulos ficaram perplexos e perguntaram: "Quem, pois, poderá salvar-se?" Jesus olhou bem para eles e disse: "Humanamente isso é impossível, mas para Deus tudo é possível". Em seguida, Pedro tomou a palavra e disse-lhe: "Olha! Nós deixamos tudo e te seguimos. Que haveremos de receber?" Jesus respondeu: "Em verdade vos digo, quando o mundo for renovado e o Filho do Homem se sentar no trono de sua glória, também vós, que me seguistes, havereis de sentar-vos em doze tronos. E todo aquele que tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou campos, por causa do meu nome, receberá cem vezes mais e terá como herança a vida eterna. Ora, muitos que são primeiros serão últimos, e muitos que são últimos serão primeiros. 

A Deus tudo é possível

Tendo um jovem rico, apegado a seus bens, se desinteressado pelo seu seguimento, Jesus pronuncia severa sentença de advertência contra a riqueza: "...Dificilmente um rico entrará no Reino dos Céus..." Pedro, então, falando em nome dos demais, lembra que eles haviam abandonado tudo, e cobra a recompensa. Em Mateus esta recompensa é prometida como evento escatológico, no fim dos tempos. 
Em Marcos a recompensa é o usufruto dos bens criados por Deus, "agora, durante esta vida" e a participação na vida eterna. Seguindo Jesus nos libertamos da ambição da riqueza para a partilha e a comunhão de vida com os irmãos, particularmente com os mais necessitados, entrando assim em comunhão eterna com Deus. 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.