quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

I DOMINGO DO ADVENTO - ANO A

A Esperança… A Paz no tempo que é de Deus…
“Das espadas forjarão arados, das lanças foices… Nem mais se hão-de preparar para a guerra…” (Is 2, 4).
Tempo novo, tempo de Esperança. Tempo de abertura do coração à mensagem revelada, a Palavra dita desde os antigos profetas e que teve cumprimento nos tempos messiânicos. Deus do tempo e da vida, Deus da Paz e não da aflição.
Com Deus a vida vive-se sem sobressaltos, sem motivos de violência. A Palavra augura ao mundo a certeza do Príncipe da Paz, que será o Messias a quem celebraremos no Natal.
Somos a Jerusalém convertida com cânticos com palmas e ramos de Oliveira, os sinais evidentes da paz que teima em reinar na vida da humanidade. A Paz é desejo, a Paz é dom, é experiência profunda quando se convive com o Príncipe da Paz, com o querer Divino.
Em tempo de esperança, peçamos como rezava Francisco de Assis: “Senhor faz de mim um instrumento de Paz… onde há guerra que eu faça a Paz…”
Para quantos abrem o coração à alegria do Evangelho e à Esperança os votos de Paz e Bem e uma peregrinação profícua de forma a preparar bem o caminho do Messias que teimosamente volta a desejar nascer em nós.



Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.