domingo, 25 de janeiro de 2015

CRESCER E DIMINUIR
Brilhe  Senhor o Teu sol no novo dia que me dás. Acordo e o corpo hoje, apresenta-se moído, sem vontade para sair bem cedo do descanso que foi torbulento, com o bater da chuva, o latir dos cães, o pensar nos rapinadores da noite... Tudo veio à mente... Mas era preciso estar na Igreja às seis da manhã para celebrar os Teus Mistérios. Uma Igreja viva palpitante, é o que me ressalta ao coração ao ver tanta gente com entusiasmo, com alegria, com um dinamismo que tantas vezes falta a quem deveria deixar brotar com mais força a alegria de celebrar o encontro conTigo.

Curiosa a expressão do batista: Que Ele cresça e eu diminua... Os sinais da Tua presença como o sol que brilha numa aurora nova, num batismo novo, numa humildade incompreensível, num inaugurar a vida nova da Graça com o Teu Espírito. O meu olhar interioriza a distância da força das Tuas palavras. É um por à prova a minha Fé, é um abrir as mãos e o coração aos Teus múltiplos sinais de amor e vitalidade.
Todos os frutos serão colhidos depois e sabe-se lá por quem, a mim basta saber que com sacrifício e entrega fui semeando paz e amor a quantos me rodeiam e precisam de uma mão forte como a Tua para sair do lodo voraz que empapa e escorrega sem deixar que alcancemos juntas a meta: servir e amar em constante adoração e reparação.

Escutar, aconselhar, indicar caminhos novos, é traçado que me proponho seguir afincadamente com as que comungam os mesmos ideias e sonhos. Estamos dispostas a trilhar este caminho que por vezes se apresenta árduo, mas cheio de santidade.
Neste cantinho do céu de Kamakupa, respira-se a força do Carisma na sua originalidade. Faz recordar a grandeza de alma e coração de D. Maria Augusta Martins que tudo dispôs para acolher crianças pobres a quem ajudava a crescer em estatura e em graça diante de Deus. São trinta as meninas que gozam  deste céu e desta paz. Quanto bem se pode fazer com coisas tão simples!


Ajuda-nos, Senhor a buscar sempre as coisas simples da vida e a fazermos sempre o que Te agrada. Que vivamos sustentadas pela força do Teu amor e sejas, Tu, o garante do nosso presente e a alegria do nosso futuro enraizado em Ti.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.