terça-feira, 3 de janeiro de 2012

"Não há missão sem visão"


João vê Jesus que se aproxima dele. Também eu me aproximo de Jesus e tantas vezes Ele passa ao largo e não o vejo. Como vivo a grandeza dos sacramentos? Como celebro a liturgia da minha vida? 

O matiz das cores, mistura-se na beleza da comunidade, da Igreja e dos pobres para quem devo viver na integridade do meu ser. Este deve ser o verdadeiro encontro que Cristo me vai pedindo diariamente. O testemunho de vida que devo dar é a referência séria e concreta do meu amor a Cristo que vem até mim, nos variados expoentes da vida que não é cor-de-rosa, mas real e com um gosto admirável a sacrifício.
João baptiza com água. 

Água que lava, que purifica. João reconhece o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. E eu? Que efeito tem em mim o meu ser cristão?

O Espírito desce sobre Jesus. O doce nome de Jesus, que vem para testemunhar a grandeza das maravilhas do Pai. O Mistério de amor tão fecundo, que vem para salvar, para curar, para refazer a vida de um pecado concretizado na pobreza da humanidade de que somos criados..

Onde está o Espírito tudo é possível, tudo se recria e renasce. 


Urge ser testemunhas fecundas Daquele 
que nos baptiza no Espírito Santo.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.