segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Novo secretário de Estado do Vaticano



O Papa Francisco nomeou hoje o arcebispo italiano Pietro Parolin novo secretário de Estado do Vaticano, informou a Sala de Imprensa da Santa Sé. 
D. Petro Parolin sucede ao cardeal Tarcisio Bertone que desde 2006 preside à Secretaria de Estado do Vaticano, mantendo-se em funções até ao próximo dia 15 de outubro, realizando em Portugal um dos seus últimos atos oficiais.
Nos dias 12 e 13 de outubro, o cardeal Bertone vai presidir à peregrinação ao Santuário de Fátima, quando a imagem de Nossa Senhora de Fátima venerada na Capelinha das Aparições estará no Vaticano, para uma celebração de consagração do mundo ao Imaculado Coração de Maria, a pedido do Papa.
No dia 15 de outubro, Francisco via receber em audiência toda a Cúria Romana, onde irá agradecer publicamente “o fiel e generoso serviço prestado à Santa Sé pelo cardeal salesiano”, apresentando D. Pietro Parolin e os seus colaboradores.

O Papa Francisco confirmou o arcebispo Giovanni Angelo Becciu como substituto para os Assuntos Gerais; o arcebispo Dominique Mamberti como secretário para os Assuntos com os Estados; o arcebispo Georg Gänswein como prefeito da Casa Pontifícia; o monsenhor Peter Wells como assessor para os Assuntos Gerais e o monsenhor Antoine Camilleri como sub-secretário para os Assuntos com os Estados. 
O novo Secretário de Estado, D. Pietro Parolin, nasceu em Schiavon, na região do Veneto, no norte de Itália, há 58 anos.
Oriundo de uma família simples, ficou órfão de pai aos 10 anos, tendo ingressado no seminário aos 14, partindo Roma onde estudou e onde foi ordenado sacerdote, em 1980.
Douturado em Direito Canónico, entrou no serviço diplomático da Santa Sé no dia 1 de julho de 1986, tendo trabalhado na Núnciatura Apostólica da Nigéria e do México.
Em 2002 foi nomeado sub-secretário da Secção dos Assuntos com os Estados da Secretariada de Estado do Vanticano, assumindo as relações com os países asiáticos, em especial com o Vietname e a China.
No dia 17 agosto 2009 o Papa emérito nomeou-o núncio Apostólico na Venezuela e bispo titular de Acquapendente, sendo ordenado bispo por Bento XVI no dia 12 de setembro esse ano.
Sucede agora ao cardeal Bertone, que foi chamado para o serviço na Cúria Romana em 1995, quando o Papa João Paulo II o nomeou secretário da Congregação para a Doutrina da Fé, na ocasião presidida pelo cardeal Ratzinger, atual Papa emérito.
Em 2006, é Bento XVI que o nomeia secretário de Estado do Vaticano, cargo que o Papa emérito pediu para continuar a exercer em 2010, recusando a renúncia que o cardeal salesiano apresentara ao completar os 75 anos, conforme determina o direito canónico.
O Cardeal Tarcisio Bertone, salesiano, nasceu em Romano Canavese (Turim), a 2 de Dezembro de 1934, tendo sido ordenado sacerdote em 1960.
Licenciou-se em teologia na Faculdade Teológica Salesiana de Turim, continuando depois os estudos em Roma, no Pontifício Ateneu Salesiano, onde obteve licenciatura e doutoramento em direito canónico.
No dia 1 de Junho de 1989 foi eleito reitor da Universidade Salesiana e dois anos de pois, a 1 de Agosto de 1991, nomeado por João Paulo II para a diocese mais antiga de Piamonte, como arcebispo de Vercelli.
O Cardeal Bertone foi o braço direito de Bento XVI entre 1995 e 2002, na Congregação para a Doutrina da Fé, tendo sido criado cardeal pelo Papa João Paulo II, no Consistório de 21 de Outubro de 2003 e foi homem escolhido por Wojtyla para cuidar da publicação da terceira parte do segredo de Fátima.
A Secretaria de Estado é definida como o Dicastério da Cúria Romana que mais de perto coadjuva o Papa no exercício da sua missão, segundo o normativo da constituição Pastor Bonus.
A Secretaria de Estado é presidida por um Cardeal que assume o título de Secretário de Estado.
Primeiro colaborador do Papa no governo da Igreja, o cardeal secretário de Estado pode ser considerado o máximo expoente da actividade diplomática e política da Santa Sé, representando, em circunstâncias particulares, a própria pessoa do Papa.

OC/PR/LS 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.