segunda-feira, 19 de dezembro de 2011


Senhor da manifestação

Surpreendida pela riqueza da Tua Palavra, posso exclamar que me faltam as palavras para me dirigir a Ti. Ontem uma Anunciação tão esperada, hoje, fico desarmada com a Tua presença na família de Zacarias e Isabel. Uma acontece na humilde casa de Nazaré, a Maria uma jovem do povo simples e de uma família com pouca relevância na sociedade. Hoje, Zacarias é o sacerdote do Templo, homem influente e importante no seu tempo.
Que beleza, ímpar! Maria acolhe o anúncio com total disponibilidade e uma fé inquebrantável, Zacarias, com dúvida, com desconfiança pede provas. Será que pode ser mesmo, o Batista nascer de uma mulher de idade avançada e estéril?
Tu, Jesus, nasces de uma Virgem, a Cheia de Graça, a plena do Espírito Santo. Tu revelas-Te donde, quando e como te apraz. O momento da Anunciação vem dizer ao meu coração que Tu, preferes sempre os simples, os pequenos e os humildes. Tu dás a Fé suficiente para acatar a Tua Palavra, o Teu convite.

Nada, mais Te, posso dizer a não ser que aumentes a minha Fé, que me faças ver que só o Amor é capaz de todas as coisas. Com o amor, é possível acreditar e ver mais além do que os nossos olhos possam contemplar.
Na casa do meu coração, vens para fazer morada. Nem sempre respondo com prontidão. Nem sempre abro as janelas da alma para deixar entrar a luz que vem desfazer as minhas trevas. 
A minha língua fica presa porque a Fé não é suficiente para Te proclamar com desenvoltura, mas quero alegrar-me com a Tua vinda, quero saborear a doçura do Teu amor, quero experimentar a alegria do teu ser que me habita. Tu me escolhes para ser Tua testemunha, Tu lanças a cada hora ao meu coração, o desafio admirável para acolher a Tua visita, pedes-me que ponha nela todo o afã contemplativo.

Nada, mais posso mesmo dizer a não ser: obrigada pelos Teus desígnios admiráveis, pela Tua ternura incomparável.
O papel de João é o de preparar os Teus caminhos, de ser a voz que clama no deserto, de Te mostrar ao mundo como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
Senhor, dá-me a graça de ser uma verdadeira testemunha do teu amor, a fim de que com palavras e obras, Vos leve a todos os povos e nações.



Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.